Como estão sendo mapeadas as áreas atingidas pelo terremoto no Equador

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Cuenca, no Equador, em parceria com o OpenStreetMap, está trabalhando na criação de um mapa preciso da região afetada por meio de crowdsourcing desde as primeiras horas que se seguiram ao terremoto. O OpenStreetMap é uma ferramenta colaborativa com uma rede de dois milhões de usuários que mapeiam lugares comumente excluídos da cartografia oficial.

Continue lendo no Outra Cidade: http://outracidade.com.br/como-estao-sendo-mapeadas-as-areas-atingidas-pelo-terremoto-no-equador/

You may also like...