WhatsApp agora pergunta se você quer fazer parte de um grupo

O WhatsApp adicionou em sua última atualização uma opção que dá mais controle na participação de grupos. A partir de agora, os usuários poderão impedir que pessoas os adicionem em grupos sem autorização prévia. A funcionalidade já vinha sendo testada desde fevereiro e será liberada gradativamente para todos a partir desta semana.

O recurso, basicamente, é uma configuração na qual você decide quem pode te incluir em grupos automaticamente e quem precisa te enviar um convite. Para ativá-la, é simples:

  • Acesse as configurações do WhatsApp
  • Toque em Ajustes/Configurações > Conta > Privacidade
  • Em seguida, toque em Grupos e selecione entre “Todo mundo”, “Meus contatos” e “Ninguém”.
  • A opção “Todo mundo” mantém o sistema atual e qualquer pessoa pode te adicionar em chats em grupo.

    Selecionando “Meus contatos”, apenas aqueles que estão na sua agenda telefônica poderão te incluir sem perguntar nada – desconhecidos ainda podem incluir seu número, mas você será alertado antes de participar do grupo.

    Já a opção “Ninguém” sempre exibirá o convite, independente de quem tenha tentado te incluir em uma conversa.

    O convite para a participação dos chats fica disponível por 72 horas e o administrador ficará sabendo que você não foi adicionado automaticamente – ao selecionar a pessoa para entrar no chat, uma mensagem diz que “não foi possível adicionar fulano” e pergunta se ele quer enviar o convite.

    Telas do WhatsApp mostram função de convite para entrar em grupos

    Caso a opção ainda não apareça para você, é porque ela será liberada aos poucos pelo WhatsApp. A expectativa é que nas próximas semanas todos já tenham acesso à função, desde que estejam com a versão mais recente do app instalada – por isso, vale a pena checar as atualizações na Google Play Store ou na App Store do iOS.

    A novidade evita constrangimentos, principalmente quando não há nenhum interesse no grupo. Convenhamos que é esquisito sair imediatamente após ser adicionado na conversa. Além disso, é uma iniciativa interessante para evitar grupos de militantes políticos que espalham notícias falsas sem nenhum pudor.

    O aplicativo testa outras funcionalidades na tentativa de combater as fake news. Recentemente, os desenvolvedores adicionaram na versão beta um indicador que mostra quantas vezes uma mesma mensagem foi encaminhada. Há planos ainda para incluir uma busca reversa de imagens que ajudará a identificar suas origens.

    You may also like...